Prefeitura realiza audiência pública para tratar sobre reforma da Praça Rosita de Góes Monteiro

Assessoria de Comunicação - ASCOM/PMPRC

quarta, 10 de julho de 2019 às 16h20

Assessoria de Comunicação - ASCOM/PMPRC

Na tarde da última terça-feira, 09, a Prefeitura Municipal de Porto Real do Colégio promoveu uma audiência para discutir a reforma da Praça Rosita de Góes Monteiro. O encontro aconteceu no Centro Administrativo, contando com a presença de representantes dos Poderes Executivos e Legislativos Municipais, Ministério Público, entidade cultural e população em geral.

A reforma iniciou-se no último dia 04 de julho; equivocadamente, a empresa responsável começou as obras com a demolição parcial do coreto da praça, ocasião em que a população interveio para que a ação não fosse concluída. O MP foi acionado e todas as medidas foram acatadas tanto pela empresa, quanto pela gestão municipal. Diante disto, sensibilizada pelo clamor popular, a audiência pública foi realizada para apresentar o projeto e realizar possíveis adequações.

O procurador do município, Dr. Levi Mendes, e o promotor de justiça da Comarca de Porto Real do Colégio, Dr. Arlen Silva Brito, mediaram as discussões. No início, os representantes da gestão municipal esclareceram sobre o projeto de reforma, por meio do setor de engenharia do município, onde se teve a informação de que a derrubada do coreto ocorreu por uma falha de execução da obra por parte da empresa.

“Acredito que temos duas premissas que estão de comum acordo com todos. Uma delas é que a reforma de uma praça pública é algo benéfico para população. E o segundo tema pacífico é a preservação do patrimônio público”, ressaltou o promotor durante sua fala e, em seguida, reforçou também que a ocasião não seria a mais adequada para identificar o causador do dano ao monumento.

Foi dada a palavra aos populares que quisessem contribuir e expor suas opiniões pessoais sobre a adequação do projeto. Era unânime entre os participantes o desejo de que a obra fosse realizada com a recuperação dos patrimônios presentes na praça, a exemplo do coreto, do obelisco - mais conhecido como pirulito - e dos arcos.

Outra praça que também passa por reformas - situada na Av. Ademário Vieira Dantas - entrou em pauta na conversa; porém, neste caso, a restauração do busto do homenageado que leva o nome da praça será feita pela empresa executora da obra. Já no projeto da Praça Rosita de Góes Monteiro, a empresa é responsável apenas pela reforma dos canteiros do local. Devido à falta de recursos para o projeto de revitalização, o dinheiro foi levantado através de emenda parlamentar. Sendo assim, o município irá fazer a restauração do coreto e do obelisco com recursos próprios.

Ao fim das discussões, o procurador informou que os monumentos serão recuperados e que o MP acompanhará toda a execução dessa obra. Além disso, o Poder Executivo enviará à Câmara Municipal um projeto de lei enumerando os patrimônios históricos do município, por meio de uma comissão composta por historiadores, professores e populares.

Últimas Notícias